aprova US $ 7,6 bilhões para o LAUSD

O Conselho de Educação de Los Angeles aprovou seu orçamento por US $ 7,600 milhões, incluindo uma despesa consideravelmente maior para No ano seguinte, embora haja dúvidas sobre quanto desse dinheiro será atribuído aos alunos que mais precisam disso.

Mesmo que o orçamento adicione $ 700 milhões, as autoridades anunciassem que não há necessidade de esperar Para benefícios esmagadores dentro das salas de aula.

O distrito também está enfrentando uma taxa mais alta para o Fundo de Pensamento do Estado para aposentados, um aumento nos custos de saúde e o saldo de dois anos de aumento de 10% em salários para professores e outros funcionários.

Uma fração do novo dinheiro será usada para contratar mais um professor para as classes opcionais em cada uma das escolas preparatórias, e para um professor mais em cada uma das 55 escolas primárias com necessidades especialmente imperativas. Cerca de US $ 10 milhões serão alocados para o novo programa District Discipline – em comparação com os US $ 7 milhões destinados a este ano. A chamada justiça restaurativa visa reduzir suspensões e expulsões.

Fundos para educação artística, contribuições especiais para as escolas Magneto e um programa será aumentado para fornecer instruções acadêmicas em dois idiomas.

“Tudo bem que alguns dos nossos associados vejam o que nós Ter feito e ter dúvidas “, disse Mónica García, membro do conselho, antes de garantir que” não há dúvida “que o distrito está recebendo progresso. Mas, acrescentou: “Ainda há mais trabalho a fazer.”

Apesar de ter um orçamento mais amplo, o conselho aprovou 32 demissões e 17 “separações” (para o pessoal que não é permanente de plantas) e Redução de horas de trabalho para 55 funcionários do distrito. Entre os afetados, há assistentes educacionais, coordenadores para pais e assistentes de orientação vocacional, embora muitos deles pudessem ser reconstruídos durante o verão, de acordo com como as escolas decidem usar seu dinheiro discricionário.

votação vem em um momento de incerteza financeira, enquanto defensores e funcionários do Estado discutem com o segundo maior sistema sobre suas prioridades de gastos.

sob o financiamento do estado de fórmula, a maioria dos novos dólares deve ser Usado para ajudar os estudantes de baixa renda, alunos de inglês e aqueles no sistema de cuidados adotivos.

advogados que eles processaram o distrito e acusá-lo de violar a lei estadual, observando que o distrito escolar unificado de Los Angeles (LAUSD) está gastando menos dinheiro nesses alunos do que outros sistemas escolares.

Os funcionários do Estado inicialmente suportam defensores, mas não está claro o quanto eles estão dispostos a pressionar o sistema escolar para redesenhar seu orçamento.

O superintendente das escolas de Los Angeles, Michelle King, prometeu desafiar o estado um. Você cortou se necessário. O diretor financeiro, Megan Reilly, alertou na semana passada que após as instruções do Estado exigiria um aumento drástico no tamanho das classes e uma redução de pessoal de até 2.000 funcionários.

O distrito obtém financiamento do estado para cada aluno. Mas alguns programas, como serviços de comida e educação especial, custam mais do que o recebimento. Nesses casos, o distrito deve procurar em outro lugar para receber fundos.

O distrito argumenta que pode usar parte do novo dinheiro do estado para preencher a lacuna em fundos para os alunos com deficiências, desde que Como estes estão entre os alunos a quem o Estado procura lhe dar ajuda adicional.

Os defensores que exigem que o distrito não concorda com essa medida, que poderia colocar quase US $ 450 milhões por ano em jogo. / P>

O Presidente da União Professora elogiou as prioridades indicadas pelo orçamento, que inclui dinheiro para as recentes mudanças no Acordo de Professores, como mais professores para escolas primárias. “Estamos felizes em que nosso contrato, que se concentra nas escolas com maior necessidade e maior prioridade, faz parte de um … Abordagem de equidade neste orçamento”, disse Alex caputo-pérola, presidente do United Professhers Los Angeles.

Alguns pais na reunião do conselho escolar, no entanto, foram menos satisfeitos.Deve haver mais transparência sobre o funcionamento dos programas, e os pais devem ter mais voz em como os diretores usam dinheiro discricionário, disse Juan Jose Mangandi, presidente do Comitê de Consultor de Alunos Ingleses, que tem um filho de 6 anos de idade a escola Sistema.

As matrículas do distrito diminuíram na última década devido à mudança de demografia e aumentando as inscrições em escolas independentes, uma tendência que o distrito tenta reverter. O LAUSD antecipa uma queda no número de inscrições nas escolas distritais de 13.728 para o ano letivo de 2016-17, e um aumento na matrícula em escolas de Carta (ou independente) de 5.984.

Este ano, a matrícula total do distrito, incluindo escolas charter, é de cerca de 650.000 alunos.

Steve Zimmer, presidente do conselho escolar, rei elogiado, que assumiu o cargo em janeiro passado, por seu primeiro orçamento no nível distrital, mas perguntou que “todas as mãos funcionam” para melhorar o financiamento e as despesas, e Aumentar a quantidade de inscrição, o que traria mais dinheiro para os cofres distritais. “Precisamos de uma estratégia global em torno das questões muito óbvias com as quais batemos nesta mesa todos os dias”, disse Zimmer.

Outra variável nos finanças do distrito é o financiamento que o LAUSD e outros sistemas escolares recebem da proposição 30, uma medida da cédula eleitoral de 2012 que aumentou os impostos para financiar a educação e outras necessidades. Essa medida expira no final de 2018. Se os eleitores em todo o estado não aprovarem uma extensão, o LAUSD e outros sistemas escolares enfrentarão uma crise financeira, Zimmer exposto.

[email protected]

[email protected]

Tradução: Diana Cervantes.

Se você quiser ler esta nota em inglês, clique aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *