estabilização por fosfato de chumbo e cádmio contido em andares de Villa de la Paz-Matehuala, SLP

Um estudo foi realizado sobre a imobilização de metais arsênicos e pesados em solos dos municípios de Matehuala e Villa de La Paz, SLP, com a intenção de reduzir os riscos ambientais e a saúde humana, associados à alta concentração total e bioacessível de elementos potencialmente tóxicos (EPTs), tais como, PB, CD, Cu e Zn, em solos contaminados de e áreas suburbanas de ambos os municípios, de tal forma que não afeta significativamente as propriedades físicas e químicas do solo. O estudo inicialmente incluiu a identificação de áreas urbanas e suburbanas, onde é necessária como uma prioridade, imobilizando metais pesados e arsênicos; Em seguida, a caracterização dos solos das áreas selecionadas para a imobilização, por análise do conteúdo total, bioacessível (dissolvido sob condições simuladas de trato gastrointestinal) e fitoaccessível (dissolvido sob condições que simulam a solubilidade em ácidos orgânicos característicos dos exsudados de trigo raízes); E finalmente, a evidência estabelecida na metodologia foi realizada no laboratório para determinar as condições que promovem a imobilização de metais pesados e, por meio do uso de fosfato como agente que deve promover a imobilização dos poluentes. Para isso, foi realizado um estudo preliminar do tratamento com (CAPO4.2H2O) de uma amostra de solo contaminado, identificada como alto risco ambiental devido ao seu conteúdo total e bioacessível de PB e como. Os resultados desse estudo preliminar, mostraram um maior redução da bioacessibilidade de PB (17%) e uma diminuição limitada no caso de como. Com base nos resultados dos estudos anteriores, onde foi demonstrado que o principal caminho da exposição é a ingestão de solo e poeira, enquanto a população mais suscetível é A criança, avaliar o risco associado à concentração de PB, antes e depois do tratamento, o programa do Ieubk foi usado neste trabalho, que é um modelo biocinético integrado de exposição e ingestão de chumbo em crianças. Em todos os casos, houve uma diminuição nos níveis de chumbo do sangue tomando como referência a concentração bioacessível de PB em amostras estabilizadas em relação a essas não tratadas. Este estudo preliminar também mostrou que as propriedades do solo avaliadas (pH, por e condutividade) não variam em grupos de amostras não tratadas e tratadas com fosfato de cálcio dibásico. Esta informação é suportada pela análise estatística correspondente. Um segundo estudo foi realizado em amostras localizadas em áreas impactadas dos municípios de Villa de la Paz e Matehuala, obtendo uma diferença nula na bioacessibilidade dos poluentes, indicando que o tratamento fosfato não produziu nenhum efeito favorável para a redução da concentração bioacessível para essas amostras. Em vez disso, se uma redução na fitaacessibilidade do EPT foi observada, com exceção de como.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *